na floresta escura

Caio Riter já havia me conquistado com Eu e o silêncio do meu pai, então imaginava que Duas Vezes na Floresta Escura, seu mais recente lançamento pela Editora Gaivota, seria uma leitura rápida e envolvente – mas não esperava tanto.

A escrita de Caio Riter flui naturalmente ao longo das páginas incrivelmente editadas pela Gaivota, cheias de ilustrações, cores e fontes diferentes. Mesclando diferentes narrações, ora em primeira pessoa ora em terceira pessoa, ele consegue ser tanto adolescente quanto um narrador observador e, mesmo que o lado thriller da história tenha falhado um pouco, os dramas e reflexões valem a pena. Fora o show de representatividade que a narrativa trouxe.

Duas Vezes na Floresta Escura é protagonizado por Susana, uma adolescente que acaba de ser mudar para uma cidade pequena (o pai foi transferido pelo banco onde trabalha) e sofre por não conhecer outros jovens no lugar, sofre por não ter acesso a internet, telefone, celular ou qualquer tipo de diversão e sofre ainda mais por estar distante da mãe e da melhor amiga. A mãe da garota resolveu fazer uma formação no exterior e ficará três longos anos estudando Machado de Assis em outro país.

2014-12-252b06-12-242b1


 

Desse estudo de Machado de Assis, sai uma das coisas mais legais da história de Caio Riter. Para conhecer melhor a mãe e ter algumas conversas com ela sobre o curso, a adolescente resolve ler alguns livros e contos do escritor. Ao longo da narrativa, então, várias vezes somos convidados a ler notas de rodapé que mostram temas semelhantes sendo abordados nas obras do realista, sempre acompanhadas de opiniões engraçadas e sinceras.

Me lembra um pouco a proposta de Odisseia de Homero (segundo João Vitor), de Gustavo Piqueira, publicado neste ano pela mesma editora (e na minha lista de desejos desde o lançamento!). Este é um incentivo a mais para o consumo de literatura clássica nacional entre adolescentes e um modo de recomendar outras boas histórias e prosseguir com o hábito da leitura entre jovens.


 

mais sobre o incentivo à leitura de clássicos entre adolescentes e crianças: 

Outra questão importante que o livro apresenta é a representatividade de diferentes formas de família. À medida que Susana vai conhecendo os jovens da sua nova cidade, percebe que eles também tem formações familiares diferentes, longe dos “padrões”. Tem filha de dois pais. Tem filhos de avós. Tem pais separados. Acredito que seja bem importante que um adolescente que faça parte destes núcleos familiares se enxergue nas páginas de uma livro. Sentir-se representado, importa.


img_20141223_245045103

O livro promete na sinopse a apresentação não só de dramas adolescentes, mas também um crime que chocará a cidade. Contudo, o autor preparou tanto o caminho para os personagens e “demorou” com construções de personalidades que o crime aparece somente nas últimas páginas do livro, tendo uma resolução rápida e meio previsível para quem já quem leu alguns romances policiais. Deu um toque de ação para a trama, me deixou bastante ansioso para o que aconteceria na floresta, mas não é nada que nos deixe surpresos quando de fato acontece.

 

Duas Vezes na Floresta Escura consegue unir vários ingredientes que acho importantes num infanto-juvenil, como a necessidade do adolescente ou pré-adolescente se enxergar na história, nos medo, na insegurança, nos dramas… Caio Riter se afirma, para mim, novamente, como um grande entendedor de problemas e confusões da mente jovem e, o melhor, traz uma grande lição sobre coragem e seguir em frente. A prova de que os ya são importantes também.


duas_vezes_na_floresta_escura_1410791560bduas vezes na floresta escura – caio riter – editora gaivota – 164 páginas

em 140 caracteres…
 uma boa dose de drama adolescente, mas com um mistério não muito satisfatório.
um livro para… pegar boas dicas de contos do Machado de Assis!
combina com… sábado a tarde, férias ou momentos sozinho em casa.
para quem já leu… os contos de Machado de Assis listados no livro podem ser a próxima leitura.
A Gaivota é parceira do blog e enviou um exemplar deste livro como cortesia. Confira aqui o catálogo completo da editora e acompanhe-a no Blog Biruta Gaivota e no Facebook.

Andre sempre confere a fechadura duas vezes.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s