confissões de uma banda

Eu gostaria de parar uma dessas pessoas que critica a literatura jovem-adulto e juvenil e ter uma conversa séria com elas. “Vem cá, colega, você quer que a galerinha de 13 anos tenha que lidar com uma escrita rebuscada ou tramas complexas ou dramas pesados? Tu realmente acredita que existe um gênero supremo e outros rebaixados e menos valiosos? Você aprendeu a ter esse preconceito bobo em qual livro de alta literatura?”

Olha, senta aqui, amigo, mas, penso eu, também não posso julgar, que algo só consegue tanto sucesso porque realmente traz algum sentimento em alguém. Um vídeo engraçado na internet faz rir. Rosas tem cheiros interessantes e combinam com dia dos namorados. E livros jovens adultos conseguem abordar temas interessantes sem ser chato ou piegas. Compreende?

Você pode achar superficial, pode achar bobinho. Também não gosto de todas as coisas do mundo, contudo, tento enxergar o motivo do sucesso, mesmo que instantâneo, do que quer que seja: um livro, um escritor, um ator de novela, uma música, uma banda colorida.

Foi por esses motivos que, agora, fica instaurada o Clube de Apreciação de Juvenis no andrecefalia. Uma tag/coluna/categoria que se dedica a mostrar que todo livro juvenil, infanto-juvenil ou jovem-adulto é muito mais do que aparenta. Um motivo a mais para quem consome literatura ya para que não tenham vergonha disso. Para começar bem este projeto, um livro que tem tudo para conquistar muita gente: um narrador carismático, um tema interessante e Thalita Rebouças.


 

“Destino era para fracos.
Theo tinha certeza de que somos nós que fazemos a vida. Que traçamos nosso caminho a partir das nossas escolhas. Viver para os outros, ou viver o que os outros querem que a gente viva, estava fora dos seus planos.


 

maxresdefault

360 Dias de Sucesso, editado pela Rocco Jovens Leitores, é narrado em primeira pessoa por Gualter, o baterista de uma banda que conquistou bastante sucesso. Porém, os fatos não são contados em tempo real, mas 20 anos depois do dia em que resolveram colocar um fim na trajetória do grupo. Através dos olhos daquele que se situa mais ao fundo dos palcos, conhecemos as reais motivações para a criação da banda, como surgiram os primeiros fãs, a maneira como conseguiram milhares de visualizações no YouTube e também quais foram os conflitos que separaram Pedro, ThéoMari, e Gualter.

Existem vários livros sobre bandas fictícias por aí, mas o principal diferencial deste livro é o modo como os acontecimentos são abordados. 360 Dias de Sucesso flui muito bem, com a ajuda de um narrador crítico e bem-humorado. Ele não se basta em contar os fatos que levaram a banda ao sucesso e à decadência, mas aponta alguns acontecimentos chave e interpreta aquilo à sua maneira. Fora que o jovem (ou a autora) deixa claro que, na maioria do tempo, tudo era fruto de decisões – ou pais ricos e com relações influentes – e não coisa do destino ou da sorte.

Este tom pessoal, como o de uma conversa com o leitor, permite que ele fale um pouco sobre deslumbramento com a fama, relacionamento com os amigos e namoro, a importância do apoio da família, críticas e má-interpretações da mídia e até mesmo alcoolismo. Ver uma série de temas tão importantes (e mais pesados) sendo retratados num livro para pré-adolescentes e adolescentes mostra que o gênero não é puro entretenimento, mas traz uma carga de reflexões, sim.


 

“Repetir o ano não é uma experiência boa para ninguém. Sentir-se fracassado não é lá a melhor das sensações. Ainda mais com uma mãe rígida como Flora, que só não arrancou os cabelos quando recebeu a notícia porque tinha feito escova e não queria estragá-la.”


 

Tão gostoso quanto abraço e fã e tão rápido quanto os dias de fama, o livro consegue prender o leitor de uma forma única. Claro, resultado da escrita incrível de Thalita Rebouças, que já tem o dom e a habilidade de conversar com adolescentes reconhecidos pelo Brasil e pelo mundo. Sempre com pensamentos interessantes, comentários engraçados e muita ironia.
Também vale elogiar o trabalho de pesquisa feito para esta obra. Cheio de nomes, gírias, jargões e termos técnicos do mundo da música, a história fica ainda mais rica. Com indicações de bandas clássicas e referências a artistas atuais, o universo criado se torna ainda mais crível.  Se 360 Dias de Sucesso fosse uma música, soaria bem aos ouvidos.


capa_36020dias20de20sucesso360 dias de sucesso – thalita rebouças – rocco jovens leitores – 302 páginas

em 140 caracteres… uma história rápida, divertida e sobretudo madura, sobre a ascensão e queda de uma banda.
um livro para… ler rapidamente, curioso com o desenrolar dos personagens.
combina com… rock, clássico ou contemporâneo, tradicional ou alternativo.
para quem já leu… uma aula de instrumentos para tentar acompanhar as cifras da música da banda.

Andre já quis ter uma banda.

 

Advertisements

Um pensamento sobre “confissões de uma banda

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s