solidariedade ao tímido

Perto dos meus amigos sou uma pessoa bastante dinâmica. Converso bastante, sou irônico, invento histórias e palavras que juro que existem,  faço trocadilhos sem-graça, dancinhas esquisitas… Me comporto naturalmente, de uma maneira bem crua e “improvisada”. Sem nada programado mesmo. Posso dizer que consigo os conquistar através de anos de aprendizado dA Milenar Arte do Auto-Constrangimento.

Quem me conhece pessoalmente e me ouve dizer que sou tímido sempre solta um “Você? Tímido?” com uma cara de descrença. Mas isto sempre é depois da nossa relação ganhar um vínculo mais forte e eu perder um pouco da minha vergonha.

tumblr_inline_ntu107rzub1rzaxsl_1280

Tenho muita vergonha das pessoas que não conheço bem e acabo me retraindo, falando pouco, gesticulando menos ainda. Deixo de fazer algumas coisas com medo da opinião de desconhecidos ou com medo de me tornar viral na internet fazendo uma dança constrangedora ou embolando as palavras ou derrubando a mesa do bolo (sempre acho que estou rodeado por câmeras). Tenho certo receio de ir a uma festa de aniversário ou outra comemoração qualquer que envolva muita gente e eu acabar tendo que ficar ao lado de alguém desconhecido e ter que ficar puxando assunto (O clima está estranho, né?), conversando sobre algo que ache desinteressante ou que eu não domine (Viu o jogo do Flamengo ontem?) ou ter de ouvir uma pessoa bem confiante falando sobre ela mesma (Mas isso foi antes de eu aprender a falar cinco idiomas!).

Para evitar este tipo de acontecimento (que sempre vem acompanhando de mãos suadas, sorrisos amarelos e olhos fitos no chão), acabo ficando quietinho, dentro de casa. Ao menos até antes de ler o Manual de Sobrevivências dos Tímidos e ser salvo por Bruno Maron.


 

“Tímidos fazem tanta força para não chamarem a atenção,
que acabam se destacando justamente
pelo empenho em se esconder dos outros.
Uma vida governada pela taquicardia.”


 

Não fui salvo porque o livro apresenta a solução definitiva para me tornar alguém extrovertido, firme e dotado de segurança no que se está fazendo. Fui salvo porque o livro me ajudou a notar que não estou sozinho nessa e que posso sobreviver naturalmente a um diálogo com um parente distante do meu pai que me pegou no colo e traça toda a sua árvore genealógica para que eu me situe em suas histórias.

O livro não é realmente um Manual (com dicas bem elaboradas, auto-ajuda ou 7 passos que te tornarão uma pessoa melhor), mas se dedica a analisar, ironizar e oferecer solidariedade aos tímidos. Se não podemos vencer a timidez, que nos unamos a ela e aprendamos a ver o lado engraçado da coisa.

tumblr_inline_ntu0zch2yv1rzaxsl_1280

A primeira seção do livro, “Como Funciona um Tímido”, apresenta as quatro características principais que move este temperamento. Autocrítica (a preocupação com os próprios erros e o sentimento de estar fazendo tudo errado), Pessimismo (o hábito de sempre estar esperando algum evento que acabe com o clima agradável do momento), Isolamento Social (qual a necessidade de “sair pra ver gente”?) e Complexo de Inferioridade (definida por Bruno Maron como “a estranha sensação de estar confinado num hotel duas estrelas para o resto da vida”).

Na segunda parte do Manual conhecemos os “Efeitos Colaterais da Timidez”. Agora os comentários são sobre aquilo que nos aflige em cada momento do cotidiano, sozinho, com conhecidos ou acompanhado por quem a gente nunca viu: falta de assunto, ensaiar cenas e diálogos mentalmente (e fazer tudo diferente na hora h), vergonha de aceitar comida, cobertor extra ou o endereço do banheiro na casa dos outros, o hábito de concordar com tudo para não se expor…

Após isso, vemos as “Dicas para a Fuga da Socialização”, onde recebemos dicas pertinentes. Por exemplo, preferir casas a apartamentos, escadas a elevadores, fazer tudo pela internet a sair de casa. profissões sem-graça a empregos da moda…

tumblr_inline_ntu0ymvCrD1rzaxsl_1280.jpg


 

“Quem está procurando ou já exerce uma profissão ‘bacaninha’,
é bom tirar o cavalinho da chuva.
O tímido esperto é aquele que faz concurso público para suplente de auditor fiscal da secretaria da receita previdenciária da represa de Baixo Guandu.
São as chamadas ‘profissões insossas’.
Aquelas que não atiçam a curiosidade de ninguém e, consequentemente,
fazem bem ao coração do tímido.”


 

Mas, se existir a festa de algum afilhado, cerimônia na empresa ou qualquer outra celebração onde sua presença seja obrigatória, a seção “Dicas para a Socialização Inevitável” colabora. São truques interessantes para tornar estes momentos menos embaraçosos ou entediantes, evitar conversa com gente insuportável ou participar de discussões sem chamar muita atenção.

Como um bom tímido, o autor conseguiu constatar uma enorme quantidade de situações constrangedoras e traz observações hilárias. Qualquer tímido se identificará com os sintomas e precauções da timidez narrados. Todos os macetes de Bruno Maron para fugir das pessoas ou interagir com elas são bem sacados e trazem um humor distinto, único. Ele consegue ironizar os livros do gênero sem cair na trivialidade, chegando até a ser um pouco útil, realmente.

tumblr_inline_ntu10sgmdn1rzaxsl_1280

Acompanhado das ilustrações (que reproduzem imagens de guias de instruções aéreas) e todo o conjunto editorial feito pela Lote 42 (que traz páginas abundantemente coloridas e papel bem mais resistente que papéis considerados resistentes), o texto fica ainda mais forte. Pena que não conseguiria dizer tudo isso olhando Bruno Maron nos olhos. Só de pensar nele lendo este texto já me vem mãos tremendo no teclado, boca seca, a vontade de reescrever isso tudo…


 

btmanual de sobrevivência dos tímidos – bruno maron – 128 páginas – lote 42

em 140 caracteres… um livro que abraça o tímido e o faz se sentir compreendido.
um livro para… ficar pensando sobre e rindo internamente todas as vezes em que se deparar com uma das situações descritas.
combina com… constrangimentos, ironia e aqueles conselhos surreais de pessoas antigas.

 

Andre devia ter dito.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s