“Eu creio no poder das palavras, na força das palavras, creio que fazemos coisas com as palavras e, também, que as palavras fazem coisas conosco. As palavras determinam nosso pensamento porque não pensamos com pensamentos, mas com palavras, não pensamos a partir de uma suposta genialidade ou inteligência, mas a partir de nossas palavras.
E pensar não é somente “raciocinar” ou “calcular” ou “argumentar”, como nos tem sido ensinado algumas vezes, mas é sobretudo dar sentido ao que somos e ao que nos acontece. E isto, o sentido ou o sem-sentido, é algo que tem a ver com as palavras.
E, portanto, também tem a ver com as palavras o modo como nos colocamos diante de nós mesmos, diante dos outros e diante do mundo em que vivemos. E o modo como agimos em relação a tudo isso.”
Jorge Larrosa Bondía – Notas sobre a experiência e o saber da experiência.

Perguntas 1

quem escreve

andre, 20 anos. minas gerais, brasil. cursa comunicação social – jornalismo, escreve. utiliza a ficção para entender a realidade e tenta decorar frases de personagens para os mais diferentes momentos da vida. adora tomar pizza e comer coca-cola – e às vezes se confunde todo.
encontre-o também no twitter, no skoob, no tvshowtime e no letterboxd. também assina a pior newsletter de todos os tempos (inscreva-se por sua conta e risco).


o blog

Uma válvula de escape sem moderação alguma. De fatos históricos sobre dinossauros a registros do que comi no final de semana. Comentários sobre livros e filmes que não se parecem com resenhas. Crônicas que achei no mar, enroladas dentro de garrafas. Ficção involuntária e frases de efeito friamente calculadas. Amenidades. Filosofias baratas. Verbetes de dicionário. Um blog metido a engraçadinho.
encontre também na versão tv, com vídeos de indicações.

como funciona

Uma distopia pode falar sobre livre-arbítrio. Um romance pode ter ideias preconceituosas. Um chick-lit pode tratar de empoderamento feminino. Um infanto-juvenil pode apresentar a empatia às crianças. E o andrecefalia quer falar de tudo isso.
A ideia por aqui é analisar não somente os personagens, a narrativa e a escrita do autor, mas também investigar um pouquinho mais as entrelinhas do livro ou do filme ou da série (…) e tentar provocar uma reflexão, uma discussão. Mostrar que existe mais do que entretenimento no papel ou numa tela.
E, quando o livro permitir e for inspirador, tentar fazer algo diferente, copiar o estilo do autor, encher o texto de piadas internas para fazer você ler o livro para entender, fugir da mesmice e escrever sobre livros de uma maneira menos formatada, mais fora da caixa. Minha mãe chamaria esta ideia de RADICAL.

com o apoio de…


política de parcerias

A única regra das parcerias no blog é a sinceridade. Aqui, ser autêntico e verdadeiro é um compromisso. Então, não rola jabá para elogiar.
Claro, também existe respeito e educação na hora de criticar, apesar da minha opinião ser sempre deixada às claras. Por mais que não tenha gostado da obra, exponho pontos positivos e pontos negativos da maneira mais esclarecedora possível.

Se é escritor ou uma editora com uma proposta de parceria pontual, gostaria da minha opinião e se identifica com o público do blog, entre em contato! Vou adorar conhecer seus livros e podemos colocar em prática ideias bem legais neste espaço.


contato

Você pode escrever para ndrlz@hotmail.com com suas dúvidas, sugestões, críticas, indicações, parcerias ou se simplesmente quer alguém para conversar.

com licença

Licença Creative Commons

“andrecefalia.” e projetos relacionados, tais como “livro minuto” e “a pior newsletter de todos os tempos”, estão licenciados com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Você pode se inspirar ou reproduzir trechos e textos integralmente, desde que cite a fonte, credite o autor e seja para uso não-comercial. (Licença baseada no trabalho disponível em https://andrecefalia.wordpress.com.)